O poder da Comunicação nas Relações Humanas

O poder da Comunicação nas Relações Humanas

Na minha prática clínica, observo que a maior parte dos problemas/conflitos que surgem entre as pessoas, seja entre casais, amigos, parentes, chefes e subordinados, estão centradas na baixa habilidade de comunicação.

Segundo os autores do livro Pragmática da Comunicação, existem 5 axiomas (verdades absolutas ) da comunicação:

1- É impossível não comunicar: Tanto o Emissor (aquele que emite a mensagem) quanto o Receptor (aquele que recebe a mensagem)estruturam sua comunicação de diferentes formas e interpretam o seu próprio comportamento dependendo da reação do outro ao ato comunicativo. É muito importante lembrar que tudo comunica, gestos, caras, bocas, olhares, postura corporal, tom de voz, etc..

2- A comunicação tem um conteúdo e uma relação, sendo esta última responsável pelo o que os autores chamam de metacomunicação: Um ato comunicativo não se limita a transferir informação (conteúdo) mas impõe sobretudo um comportamento ao destinatário dependendo da relação, ou seja, a interpretação pode variar dependendo da relação existente entre os comunicantes.

3- A natureza de uma relação depende da pontuação das sequências comunicacionais (uma mensagem em resposta a mensagem do outro). A pontuação ” organiza ” os eventos comportamentais (comunicacionais) e a discordância sobre como pontuar a sequência de eventos comportamentais (comunicacionais) pode gerar conflitos. A interpretação de cada comunicante gera um comportamento novo.

4- Os seres humanos comunicam digital e analogicamente. Analógica – Não verbal (movimentos corporais, gestos, expressões faciais, ritmo de palavras). DigitalComunicação verbal. O nível de conteúdo é distribuído de forma digital e o nível de relação é predominantemente analógico. Ou seja, passamos informações de forma digital mas as relações são fortalecidas e pautadas de acordo com a emoção que passamos, de forma subliminar, ao nos comunicarmos.

5- Todas as trocas comunicacionais são simétricas ou complementares e se baseiam na igualdade ou na diferença. Na interação simétrica, as pessoas tendem a refletir o comportamento um do outro. A interação, nesse caso, se caracteriza pela igualdade ou minimização da diferença. Na interação complementar, o comportamento de um parceiro, complementa o do outro, maximizando as diferenças. A relação complementar admite duas posições, uma posição superior (de poder) e outra inferior (de subordinação). Em uma interação funcional existem ambas formas de interação, contribuindo para que haja maior equilíbrio nas relações.

Usarmos a comunicação de forma adequada faz com que nossas relações sejam favorecidas e fortalecidas em todos os ambientes que convivemos mas seguir por esse caminho nem sempre é fácil.

Quer uma dica de como melhorar sua comunicação com os outros? Comece a melhorar a comunicação com você mesmo! Conheça-se melhor, se questione, se enfrente e se renove a cada dia.

Próximo postRead more articles

Deixe uma resposta