Inteligência Emocional: saiba como gerenciar suas emoções

Inteligência Emocional: saiba como gerenciar suas emoções

Todos nós somos capazes de desenvolver a inteligência emocional. Porém, para praticar este exercício, é preciso seguir alguns passos.

As emoções fazem parte do que chamamos de pensamento e raciocínio. Elas fazem parte do que conceituamos “ser inteligente”.

O grande desafio é entendermos que podemos desenvolver ou fortalecer nossas habilidades emocionais e, consequentemente, nossa inteligência emocional. Como podemos fazer isso?

O primeiro passo é o autoconhecimento. Precisamos identificar as emoções que nos invadem. Sermos capazes de entender quais são estas emoções, nomeá-las, reconhecê-las e compreender sua origem.

O segundo passo é gerenciar as emoções, utilizando-as para melhorar nosso raciocínio e,

conseqüentemente, nossa tomada de decisão.

O primeiro passo é imprescindível para que o segundo aconteça, afinal, começamos a

caminhar sempre pelo primeiro passo e, sem dúvida, ele é sempre o mais difícil. A partir do

exercício diário sobre a reflexão de nossas emoções, conseguimos começar a trabalhar a nossa inteligência emocional.

Quando falamos em autoconhecimento, muitas vezes embarcamos em uma filosofia vã sobre nós mesmos. Acreditamos ser algo que não somos, mas que gostaríamos de ser.

Acreditamos que somos algo que nunca vamos ser, mas que outros disseram que seríamos.

Olhar para dentro de nós mesmos é a única maneira de descobrirmos quem somos e, assim, descobrir nossas próprias emoções. O outro sempre será nosso espelho, ele nos reflete e inspira, nos amedronta e nos encoraja, mas tem seu próprio referencial, baseado nas crenças e valores que o moldaram.

Assim, nós precisamos entender quais são as crenças e valores que nos moldaram, assim como todos os aspectos transgeracionais que nos fizeram performar do jeito que performamos.

Somente nesse caminho de entendimento corajoso sobre nós mesmos e sobre nossas

emoções conseguiremos encontrar o equilíbrio emocional e a saúde que tanto buscamos.

Próximo postRead more articles

Deixe uma resposta